IE Not suppported

Sorry, but Internet Explorer is no longer supported.

For the best D2L.com experience, it's important to use a modern browser.

To view the D2L.com website, please download another browser such as Google Chrome or Mozilla Firefox.

Como melhorar a experiência de aprendizagem no ensino online?

  • 5 min para ler

Entenda como melhorar a experiência de aprendizagem dos alunos no ensino online e os benefícios de investir na satisfação dos seus estudantes.

Não é uma grande novidade que o mercado da educação tem passado por profundas mudanças nos últimos anos, especialmente com a ascendência do ensino online. Por essa razão, as instituições estão investindo em novas maneiras de valorizar a experiência de aprendizagem dos seus alunos.

Mesmo diante do cenário de insegurança, uma pesquisa da Salesforce nos revelam que 57% dos brasileiros estão planejando embarcar nos estudos e obter outra formação. Além disso, 71% dos respondentes estão mais interessados na modalidade EAD desde o começo da pandemia.

Diante disso, as instituições precisam se preparar e fornecer aos seus estudantes não apenas cursos qualificados, mas também uma boa vivência dos estudos, suporte adequado e todo o apoio durante a adaptação ao chamado “novo normal”.

Para te ajudar nesse processo, elaboramos um conteúdo completo com algumas dicas de como melhorar a experiência de aprendizagem dos seus alunos durante o ensino online. Continue com a sua leitura e saiba mais!

Veja também: Retenção de alunos no ensino superior: como ajudar na rotina de estudos no EAD

Como melhorar a experiência de aprendizagem no ensino online?

Dentre as principais iniciativas para maximizar a satisfação do aluno na aprendizagem online, podemos citar:

Adeque a preparação das aulas à realidade do estudante

Muitas instituições acabam perdendo matrículas e aumentando a taxa de evasão porque não conseguem adequar o conteúdo das aulas à realidade do estudante.

Por exemplo, alunos de graduação possuem vivências e expectativas diferentes de estudantes da pós, mestrado ou doutorado, certo?

Não faz sentido produzir o mesmo tipo de material para todos esses perfis de alunos ou, ainda, não considerar dificuldades particulares que eles apresentem (como necessidade de plataformas responsivas ou flexibilidade).

Leia mais: Quais as diferenças do perfil do aluno de EAD e presencial?

Adote metodologias ativas

Outro ponto essencial quando falamos a respeito de experiência de aprendizagem é a adoção de metodologias ativas. Na prática, essas iniciativas consistem em estratégias para engajar os alunos nas aulas e facilitar a absorção dos conteúdos.

Dentre as principais metodologias, podemos citar:

  • Sala de aula invertida: caracterizada pela mudança no ponto central do aluno nas aulas, essa metodologia visa promover mais autonomia do estudante e maximizar a interação durante o processo de aprendizagem;
  • Trilhas de aprendizagem: permite “caminhos customizáveis” de ensino conforme necessidades dos alunos. As trilhas proporcionam, por exemplo, conteúdos extras para estudantes que apresentam dificuldades ou cursos livres para alunos com mais facilidades;
  • Gamificação: metodologia que une conceitos de jogos no processo de educação, contando com rankings, pontuações e outras iniciativas que desafiam os alunos;
  • EBC (Ensino Baseado em Competências): por fim, esse método é caracterizado pelo desenvolvimento do aluno com base nas habilidades e conhecimentos já adquiridos, permitindo conclusão do curso em um tempo menor.

Não deixe a avaliação de desempenho do aluno de lado

A avaliação de desempenho é uma das principais “armas” das instituições que desejam potencializar a experiência de aprendizagem de seus alunos.

Isso porque, com um monitoramento efetivo, pode-se identificar sinais de possíveis evasões, como poucos acessos na plataforma, baixo engajamento nas aulas, problemas nas mensalidades ou outros indicativos.

Além disso, ao analisar o desempenho do aluno, as instituições conseguem prestar um suporte aprimorado em cenários de dificuldades em acompanhar as aulas.

Você pode se interessar: Ensino no pós-pandemia: tecnologias digitais para uma aprendizagem ativa e inovadora

Adquira tecnologias apropriadas

Por fim, não podemos falar a respeito de experiência de aprendizagem no ensino online sem citar a importância de adotar tecnologias apropriadas, que permitam fácil adequação tanto dos professores quanto dos alunos.

A plataforma Brightspace, sistema de gestão da aprendizagem desenvolvido pela D2L, permite a criação de cursos e treinamentos, apoiando o ensino a distância ou híbrido.

Contando com um design intuitivo e responsivo, a plataforma viabiliza acesso por qualquer dispositivo e possui ferramentas inovadoras de monitoramento, otimizando o trabalho dos professores e maximizando a satisfação dos alunos.

Desse modo, as instituições garantem ganhos como:

  • Aumento do engajamento dos estudantes;
  • Retenção de matrículas;
  • Redução de custos;
  • Eficiência em todo o processo de aprendizagem;
  • Melhorias na atuação dos gestores educacionais;
  • Preparação para as demandas do futuro.

Deseja saber mais? Acesse agora mesmo e converse com um de nossos representantes.

Fique por dentro Inscreva-Se

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comment Submitted

Thank you for your comment

Cadastre-se já

Por favor, preencha o campo obrigatório.
O número de telefone deve ser um número válido.

Obrigado por se inscrever!

Inscreva-se no nosso blog

Receba as últimas notícias e dicas de especialistas para ajudar você a aproveitar ao máximo sua plataforma de aprendizagem.

Cadastrar