IE Not suppported

Sorry, but Internet Explorer is no longer supported.

For the best D2L.com experience, it's important to use a modern browser.

To view the D2L.com website, please download another browser such as Google Chrome or Mozilla Firefox.

5 passos para assegurar a retenção de alunos no ensino superior

  • 4 min para ler

A retenção de alunos no ensino superior é um dos principais objetivos das instituições de ensino. Confira 5 passos que podem ajudar nesse processo!

A retenção de alunos no ensino superior já era uma prioridade. No entanto, com a pandemia do novo coronavírus e os impactos no setor educacional, implementar medidas para potencializar essa taxa se tornou emergencial para as instituições.

A pesquisa “Situação dos professores no Brasil durante a pandemia”, realizada pela Nova Escola, nos revelam que 55% dos docentes estão preocupados com o índice de evasão desses espaços.

Além disso, de acordo com um levantamento feito pela ABMES (Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior), 47% dos alunos estavam considerando desistir de suas matrículas por causa da crise atual.

Apesar desse cenário, a pandemia não é a única razão para uma baixa taxa de retenção de alunos no ensino superior.

Na prática, a falta de preparo das instituições de ensino e a ausência de medidas apropriadas para implementar o processo online também são alguns dos motivos.

Nesse sentido, há alguns passos que podem ajudar as instituições no planejamento de iniciativas que maximizem a experiência dos estudantes e facilitem a adequação ao novo momento do setor.

Para te ajudar nesse processo, elaboramos um conteúdo completo com 5 dicas. Continue com a sua leitura e confira!

Leia também: Como o coronavírus impacta o EAD e a plataforma de aprendizagem: entrevista com diretor da D2L no Brasil

5 passos para garantir a retenção de alunos no ensino superior

Dentre as principais ações, podemos destacar:

1 – Revisar o planejamento pedagógico de acordo com a nova realidade

As IES, para conseguirem funcionar adequadamente, já possuem um plano pedagógico, com todas as diretrizes ou padrões acadêmicos implementados.

Entretanto, não apenas o mercado tem passado por alterações, mas também os próprios alunos e professores.

Por isso, é essencial reavaliar o planejamento inicial e considerar todos os aspectos necessários para que os docentes consigam desempenhar suas funções e os alunos possam se adaptar com mais facilidade.

Como também, é preciso analisar esses processos sob a ótica da experiência do estudante, de modo a garantir fluxos mais personalizados.

2 – Adotar metodologias ativas

Outrossim diz respeito às estratégias de ensino adotadas. Para tal, é preciso ter em mente que a educação a distância é totalmente distinta dos processos presenciais e, por essa razão, necessita de iniciativas que suscitem o engajamento.

Nesse cenário, surgem as metodologias ativas. De modo geral, podem ser definidas como ações que facilitam a tramitação de informações e a assimilação por parte do estudante. As mais comuns são:

  • Trilhas de aprendizagem;
  • Aprendizagem baseada em competências;
  • Gamificação.

3 – Auxiliar a adaptação dos alunos

Já citamos o quanto a adaptação é um aspecto fundamental na retenção de alunos no ensino superior e faz parte da responsabilidade da instituição facilitar esse processo.

Para isso, pode-se implementar medidas que auxiliem os estudantes a entender as ferramentas, novos materiais para melhor entendimento dos conteúdos ou recursos que maximizem a interação com outros colegas ou professores.

4 – Personalizar o ensino

A personalização do ensino entrega aos alunos experiências customizadas de acordo com suas deficiências ou, até mesmo, excedentes.

Elas podem ser implementadas tanto no processo de ensino em si quanto na comunicação com esses estudantes ou acompanhamento do desenvolvimento nas disciplinas.

Você pode se interessar: Como será a experiência de aprendizagem dos alunos no ensino superior pós-crise e pandemia?

5 – Contar com ferramentas adequadas

Por fim, não podemos falar sobre retenção de alunos no ensino superior sem citar a importância de contar com ferramentas apropriadas.

Apenas desse modo é possível facilitar a navegação dos estudantes pelos conteúdos no universo online e disponibilizar todo suporte que precisam.

Conheça a plataforma Brightspace da D2L

A plataforma Brightspace, da D2L, é um sistema de gestão da aprendizagem que permite a criação de cursos completos e totalmente personalizados.

Além disso, a D2L apoia os seus parceiros na implementação do ensino a distância e ensino híbrido com recursos inovadores, que maximizam a interação dos professores e alunos, permitem feedbacks customizados e potencializam a experiência dos estudantes, aumentando a retenção de alunos no ensino superior.

Contando com um design totalmente intuitivo e responsivo, a plataforma Brightspace pode ser acessada por diferentes dispositivos e recebe distintos formatos de materiais, promovendo possibilidades vantajosas às instituições.

Deseja saber mais? Entre agora mesmo em contato e conte com todo apoio da D2L.

Fique por dentro Inscreva-Se

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comment Submitted

Thank you for your comment

Cadastre-se já

Por favor, preencha o campo obrigatório.
O número de telefone deve ser um número válido.

Obrigado por se inscrever!

Inscreva-se no nosso blog

Receba as últimas notícias e dicas de especialistas para ajudar você a aproveitar ao máximo sua plataforma de aprendizagem.

Cadastrar