IE Not suppported

Sorry, but Internet Explorer is no longer supported.

For the best D2L.com experience, it's important to use a modern browser.

To view the D2L.com website, please download another browser such as Google Chrome or Mozilla Firefox.

Educação 4.0: o que é, como impacta a sua instituição e como se adequar

  • 5 min para ler

Entenda o que é a educação 4.0, quais são os principais impactos dessa nova era da aprendizagem e como a sua instituição de ensino pode se adequar.

Sabemos que a transformação digital tem impactado toda a sociedade. Empresas do segmento da indústria, saúde e, principalmente, educação têm sofrido profundas disrupções por conta da inovação. É nesse cenário que surge a educação 4.0.

Na prática, a educação 4.0 é reflexo da chamada revolução industrial 4.0, que consiste na chegada de novas tecnologias nos processos produtivos. Ou seja, no mundo atual, não somente a força de trabalho ganhou novas nuances, mas também as empresas passaram a adequar ferramentas para otimizar o cotidiano das equipes.

Nessa altura é importante citar que a revolução industrial 4.0 não visa acabar com o trabalho humano, muito pelo contrário. A tecnologia não substitui a mão de obra dos colaboradores, mas sim empodera essas pessoas a atuarem de maneira muito mais estratégica, pois atividades repetitivas e cotidianas são otimizadas.

No mundo educacional, a era 4.0 tem a mesma intenção. É uma maneira de adequar os fluxos de aprendizagem às demandas do mercado de trabalho, ao mesmo tempo que atende as necessidades dos alunos modernos.

Diante disso, veja abaixo quais são os impactos da educação 4.0 e como a sua instituição pode se adequar a esse novo cenário de transformação digital.

Qual é o impacto da educação 4.0?

Dentre os principais impactos da educação 4.0, podemos citar:

Processo de aprendizagem mais dinâmico e pautado nas necessidades dos alunos

A era 4.0 na educação chegou para mudar profundamente a maneira como o processo de aprendizagem funcionava. Fluxos tradicionais, sala de aula verticalizada e pouca autonomia dos estudantes são apenas alguns dos cenários que já não atendem mais às necessidades do mercado.

Com isso, as novas tecnologias visam promover um fluxo mais dinâmico dentro das salas de aula, pautando todas as iniciativas internas às carências dos alunos.

Nesse aspecto, as ferramentas permitem uma aprendizagem muito mais personalizada, atendendo às carências de cada estudante, assim como identificando suas facilidades no processo de ensino.

Gerenciamento escolar mais integrado

Antigamente, tínhamos um fluxo escolar extremamente limitado e, muitas vezes, focado na atuação do professor.

Atualmente, porém, estamos presenciando a implementação de um gerenciamento educacional mais integrado, em que não somente o corpo docente faz parte dele, mas também os alunos possuem um papel muito mais ativo na construção do conhecimento.

Na educação básica, por exemplo, até os pais estão mais participativos nas atividades escolares, o que garante um processo de aprendizagem mais integrado, direcionando todos os esforços na edificação saudável do desenvolvimento de novas competências nos alunos.

Apoio ao desenvolvimento de soft skills

Não é uma grande novidade dizer que cada vez mais o mercado tem valorizado o desenvolvimento de soft skills, e na educação não é diferente.

Habilidades como pensamento crítico, comunicação, trabalho em equipe, criatividade e capacidade de resolução de problemas têm sido trabalhadas na sala de aula, com o objetivo de não somente preparar os alunos para a sociedade atual, mas também para o mercado de trabalho.

Nesse aspecto, as instituições de ensino também tem incluído em suas grades curriculares disciplinas acerca dos acontecimentos atuais, despertando o senso crítico dos estudantes para problemas muito presentes na sociedade, como impactos da tecnologia, desmatamento, racismo e outras discussões.

Democratização da educação

Uma das intenções da educação 4.0 é, justamente, democratizar o processo de ensino. Isso significa que as ferramentas tecnológicas cada vez mais abrem espaço para que novos alunos consigam estudar.

Estudantes que residem em áreas remotas, por exemplo, podem se beneficiar com estudos online cada vez mais inovadores e o mesmo se aplica a alunos que possuem alguma deficiência e necessitam de conteúdos adaptados.

Além disso, a educação 4.0 permite que estudantes que possuem diferentes tipos de inteligências possam usufruir de oportunidades adequadas para se desenvolverem, com processos de aprendizagem muito mais adequados aos seus perfis.

Mudanças na atuação dos professores

Por fim, como citado, os professores foram os mais desafiados nessa nova era da educação. Antes, os docentes tinham um papel centralizado dentro da sala de aula, em que todo o conhecimento era repassado aos alunos de maneira verticalizada.

Atualmente, porém, como vimos, os estudantes estão participando ativamente do processo de construção da aprendizagem. Nesse cenário, como fica o papel dos professores então? Eles não são mais necessários?

Muito pelo contrário, o corpo docente possui um papel fundamental dentro das salas de aula: são precursores do conhecimento. Ou seja, direcionam os alunos aos melhores caminhos da aprendizagem e são tutores desses estudantes, estimulando debates, projetos e correções, quando necessário.

Transformação digital na educação Thumbnail

Transformação digital na educação

Leia o eBook!

Como as instituições de ensino podem se adequar à educação 4.0?

Para se adaptar à nova era da educação, as instituições precisam, em primeiro lugar, realizar uma profunda mudança na sua cultura organizacional, envolvendo todos os agentes nessas disrupções.

O que isso significa? Muitas instituições, sejam elas do ensino básico ou superior, não conseguem implementar novas ferramentas de maneira efetiva porque seus gestores, professores e, muito menos, os alunos estão preparados para isso.

Com isso, o próximo passo é entender quais são as reais necessidades da sua instituição. A adoção de novas tecnologias é sim o passo crucial para a educação 4.0, porém, ela não é a única. É preciso combinar processos, ferramentas e pessoas para uma mudança realmente efetiva.

Nesse cenário, é fundamental também escolher o melhor parceiro tecnológico, que auxilie a sua instituição em todos os processos de implementação e sustentação da ferramenta, assim como ofereça todos os recursos que os seus alunos precisam.

Por fim, defina e acompanhe indicadores estratégicos para não somente compreender a aceitação dos seus estudantes pelas novas ferramentas, mas também identificar gargalos nos fluxos de aprendizagem, indícios de evasão e quaisquer dificuldades que os alunos possam apresentar.

Conheça a Plataforma Brightspace da D2L!

A Plataforma Brightspace pode ajudar a sua instituição na era da Educação 4.0. Consistindo em um sistema de gestão da aprendizagem, a Plataforma Brightspace permite a criação e disponibilização de cursos e disciplinas no mundo online.

Possuindo um layout intuitivo, a Plataforma Brightspace valoriza a experiência do usuário e é simples de usar. Além disso, ela é totalmente responsiva, se adaptando aos mais diversos dispositivos.

Por outro lado, a Plataforma Brightspace viabiliza a personalização completa do processo de aprendizagem, se adequando às necessidades dos alunos.

Além disso, o sistema conta com dashboards detalhadas, que permitem aos professores acompanharem em tempo real a performance dos estudantes.

Quer saber mais? Acesse agora mesmo e solicite um orçamento gratuito!

Solicite uma demonstração personalizada da Brightspace

Agende sua demonstração!
Fique por dentro Inscreva-Se

    Cadastre-se já

    Educadores e treinadores recebem nossas dicas e melhores práticas todo o mês.

    Por favor, preencha o campo obrigatório.
    O número de telefone deve ser um número válido.

    Você está inscrito! Obrigado por inscrever-se.

    Um e-mail de confirmação será enviado para você a qualquer momento. Caso não veja, dê uma olhada na sua caixa de spam.

    Inscreva-se no nosso blog

    Educadores e treinadores recebem nossas dicas e melhores práticas todo o mês.

    Cadastrar