Entenda o que é o ensino híbrido e tendências para o futuro | D2L Brasil
IE Not suppported

Sorry, but Internet Explorer is no longer supported.

For the best D2L.com experience, it's important to use a modern browser.

To view the D2L.com website, please download another browser such as Google Chrome or Mozilla Firefox.

Blended Learning: entenda o que é o ensino híbrido e tendências para o futuro

  • 7 min para ler

Entenda o que é o conceito de Blended Learning, vantagens desse tipo de aprendizagem e por que esse modelo de ensino é o futuro da educação pós-pandemia.

Nos últimos 18 meses, vimos interrupções significativas na educação presencial e no ensino híbrido que estava surgindo timidamente devido aos impactos da pandemia COVID-19. Com pouca antecedência, os educadores em todos os níveis tiveram que adotar um modelo de aprendizagem 100% online em março ou abril de 2020.

Nos meses que se seguiram, educadores e administradores em todo o mundo lutaram para planejar como seria o retorno à educação.

Acesse também o nosso E-book: Ensino Híbrido e Metodologias Ativas

As instituições que reabriram ao ensino presencial sabiam que não seriam capazes de acomodar todos os alunos ao mesmo tempo, o que significava que, de alguma forma, o ensino híbrido que, até então, estava caminhando em passos lentos, seria necessário.

Um termo que ganhou destaque durante o ano passado é o Blended Learning, que nada mais é do que o aprendizado combinado. Porém, esse termo tem sido um ponto de confusão.

No post de hoje, vamos oferecer uma breve definição do ensino híbrido. Também exploraremos por que essa modalidade de ensino é vital para as instituições educacionais nos dias de hoje.

O que é Blended Learning? Uma definição

De maneira geral, a aprendizagem combinada, outro termo para se referir ao ensino híbrido, é uma abordagem de educação que combina a instrução presencial com uma ou mais formas de instrução a distância.

Existem vários modelos de aprendizagem combinada em uso hoje, incluindo estes:

  • Modelo Nurture: prioriza o aprendizado presencial para os alunos dos primeiros semestres, ampliando para a maioria ou todo o aprendizado online nos semestres ou módulos posteriores;
  • Modelo Bookend: alunos dos primeiros semestres e últimos semestres recebem aulas presenciais, enquanto os estudantes dos outros anos permanecem na modalidade online;
  • Modelo de rotação: os alunos são divididos em vários grupos e, dessa forma, alternam-se entre as aulas online, presencial e colaborativa ou baseada em laboratório.

Os modelos certos de aprendizagem combinada para uma determinada escola, nível acadêmico ou disciplina vão variar de acordo com vários aspectos, especialmente planejamento da instituição.

Além disso, as atuais ofertas de tecnologia que a universidade possui e as limitações do espaço físico também são outras possibilidades que afetam o modelo a ser usado.

Você pode se interessar: Inclusão digital na pandemia: desafios em tempos de ensino online

Importância e vantagens do ensino híbrido

A educação funcionou bem por décadas – até séculos – antes que o ensino híbrido fosse uma possibilidade tecnológica. Então, por que dizemos que a aprendizagem combinada é crucial para instituições educacionais de todos os níveis hoje?

Em suma, um dos motivos foi as mudanças que ocorreram no panorama educacional, o que significa que:

  • As preferências dos alunos quando se trata de como eles consomem conteúdo estão mudando;
  • A pandemia acelerou a necessidade da educação a distância e o ensino híbrido;
  • As instituições educacionais resilientes devem estar prontas para se adaptar às interrupções atuais e futuras.

Vamos explorar cada uma dessas áreas em maior profundidade a seguir.

Alterar as preferências do aluno

Em muitas áreas da sociedade, todos vemos mudanças nas preferências dos consumidores. A internet criou novas oportunidades para os usuários, como compras online, retirada de alimentos e até consultas médicas virtuais.

Inovações como essas, geralmente, começam como uma novidade na vida dos consumidores. Eles levam tempo para entender e aderir à nova tecnologia ou tendência. Mas, em alguns casos, antes que percebamos, uma inovação digital se torna um disruptor do setor.

Ao fazer nossa primeira compra online, poucos de nós sequer chegamos a imaginar que as compras online se tornariam uma parte indispensável da vida de muitas pessoas – ou que o varejo digital causaria tantos transtornos nas lojas físicas. E, no entanto, aqui estamos.

A educação híbrida e o ensino a distância são outras tendências que seguem este caminho. Não é exatamente novo, mas era pouco explorado ou bastante exclusivo nos últimos anos.

Mesmo antes da COVID-19, o aprendizado combinado estava crescendo em popularidade. Por sua vez, a pandemia parece ser a disrupção para uma adoção generalizada que pode se tornar permanente para um número crescente de alunos.

Veja mais: Como o ensino híbrido pode ser usado no retorno das aulas presenciais?

Um componente chave na resposta COVID-19

A educação como um todo estava mal preparada para uma pandemia que fechou as instituições por meses. Mesmo com o avanço da vacinação pelo mundo, algumas faculdades e universidades permanecem totalmente fechadas para o aprendizado presencial, operando apenas online.

Das escolas e faculdades que foram reabertas, a grande maioria usa o modelo de ensino híbrido, com alguns alunos em sala de aula e outros no digital. Instituições de todos os tamanhos trabalharam arduamente para superar o desafio de implementar políticas e infraestrutura para apoiar o aprendizado combinado.

Para aqueles que já tinham esse planejamento antes da crise, a transição foi mais fácil. Aqueles que não o fizeram a tempo, enfrentaram dificuldades muito maiores e, algumas dessas instituições, estão sofrendo os impactos da pandemia até hoje, com elevada evasão e pouco engajamento dos estudantes.

Mais lidos: O maior desafio da educação pós-pandemia: Como trazer os alunos de volta para as instituições de ensino?

Um fator crucial na resiliência a longo prazo

A COVID-19 pode ter sido a grande responsável pela ampla adoção do ensino híbrido, mas não foi e não é a única causa. E, como vimos nos tópicos anteriores, a sociedade tem mudado e uma porcentagem expressiva das pessoas não vai querer voltar à velha maneira de fazer as coisas depois que a pandemia passar.

Por exemplo, alguns colaboradores que trabalharam em casa durante o ano passado, nunca mais vão querer enfrentar uma semana inteira no escritório novamente. Só de pensar no deslocamento e no transporte público, a ideia de abandonar o home office chega a ser absurda para esse público.

Muitos dos que começaram a fazer compras online no supermercado durante a pandemia relatam que continuarão usando esse modelo de comercialização em um mundo pós-covid.

Nesse cenário, existem uma série de motivos para pensar que, com o ensino superior, o caminho será o mesmo.

Algumas instituições têm se concentrado apenas na crise imediata, implementando tecnologia suficiente para passar pela COVID-19 e voltar ao normal. Mas temos uma notícia para você: a educação não vai voltar a ser o que era antes da pandemia.

Nem nós seremos os mesmos de antes da pandemia. Portanto, os nossos alunos também não serão.

Para as escolas que buscam resiliência de longo prazo, o aprendizado combinado é uma oferta crucial – que precisa de muita atenção e desenvolvimento robusto.

Sim, prevemos que o atendimento presencial aumentará assim que a crise atual passar. Mas as escolas resilientes aprenderão com esta crise, adaptando-se para estarem mais bem preparadas para o que vier a seguir.

Leia também: Ensino híbrido: entenda como esse modelo viabiliza a Universidade do Futuro

A D2L é o seu parceiro para a implementação do ensino híbrido

Por vários anos, o aprendizado combinado tem sido uma área de crescimento estimulante para o ensino superior. E com o COVID-19 criando mudanças sísmicas em todo o cenário educacional, nunca foi tão importante oferecer um ambiente híbrido robusto e eficaz.

Se sua instituição busca permanecer resiliente em quaisquer desafios que possam surgir, ela precisa criar e nutrir o hibridismo para sustentabilidade e sucesso de longo prazo.

Por mais de uma década, a D2L está na vanguarda da transformação digital na educação. Criamos ferramentas de ponta, em que as instituições de ensino em todos os níveis confiam e estamos bem equipados para apoiar as organizações educacionais em sua transição para um modelo de aprendizado híbrido ou online.

Ajudamos as instituições de ensino por meio da Plataforma Brightspace, um sistema de gestão da aprendizagem completo, intuitivo e totalmente responsivo, que facilita a criação de cursos, módulos e disciplinas online.

A nossa plataforma é robusta e responsiva, adaptando- se aos mais variados dispositivos. Além disso, a Brightspace permite alta personalização e a combinação de metodologias ativas, que tornam o ensino mais engajador e atraente aos alunos.

Quer saber mais? Acesse agora mesmo e solicite uma demonstração gratuita da nossa plataforma!

Fique por dentro Inscreva-Se

Cadastre-se já

Por favor, preencha o campo obrigatório.
O número de telefone deve ser um número válido.

Obrigado por se inscrever!

Inscreva-se no nosso blog

Receba as últimas notícias e dicas de especialistas para ajudar você a aproveitar ao máximo sua plataforma de aprendizagem.

Cadastrar