IE Not suppported

Sorry, but Internet Explorer is no longer supported.

For the best D2L.com experience, it's important to use a modern browser.

To view the D2L.com website, please download another browser such as Google Chrome or Mozilla Firefox.

Gap de competências: saiba o que é e como identificá-lo

  • 4 min para ler

Entenda o que é o gap de gap de competências, os principais impactos que geram nas empresas, como identificar e como resolver esse problema.

Sabemos que o mercado tem mudado. E mudado rápido. O universo corporativo está inserido em um complexo e acelerado processo de transformação digital, o que tem ampliado o gap de competências dentro das empresas.

Para se ter uma ideia, segundo uma pesquisa realizada pela Deloitte, 70% dos gestores consideram as lacunas de habilidades como um de seus cinco principais desafios atuais.

Por outro lado, todo esse cenário tem provocado mudanças nas próprias operações. De acordo com a Gallup, o engajamento dos funcionários diminuiu dois pontos percentuais de 2019 para 2020, chegando a 20%.

O estresse ligado ao trabalho, especialmente durante a pandemia e com o fechamento das fronteiras, porém, foi um aspecto que aumentou 5 pontos percentuais, atingindo 43% em 2020.

Isso quer dizer que a perda de competências não está ligada apenas às inovações e disrupções do mercado, mas também a toda essa nova realidade que estamos inseridos. Os colaboradores do mundo atual não precisam apenas dominar muito bem as suas áreas de atuação, mas também desenvolver habilidades socioemocionais para ter sucesso.

Diante disso, confira abaixo o que é o gap de competências, como identificar e eliminar da sua empresa.

Você pode se interessar: Passo a passo para usar o reskilling como estratégia de retenção de talentos

O que é o gap de competências?

De maneira prática, o gap de competências está relacionado com a “diferença” entre as habilidades que um colaborador deveria apresentar e o que ele realmente demonstra no cotidiano.

Em alguns casos, é possível identificar essas lacunas ainda na contratação, porém, na grande maioria das vezes, isso só fica visível no dia a dia da operação.

Além disso, existem aqueles gaps que surgem após mudanças internas da própria empresa, como aprimoramento de soluções, alterações das atividades de determinada equipe ou adoção de novas metodologias e ferramentas.

Veja também: O que é aprendizagem adaptativa e qual é o papel da tecnologia para colocá-la em prática

Quais são os impactos do gap de competências?

É importante desmistificar a ideia de que os gaps de competências são coisa de outro mundo. Na verdade, é bastante comum do que imaginamos. Inclusive, ao tratar essas lacunas, as empresas conseguem identificar novas maneiras de se desenvolver e se posicionar no mercado.

Com isso em mente, é crucial entender o outro lado da moeda: não é porque os gaps podem ser frequentes que eles não devem ser identificados e tratados o mais rápido possível, isso porque as lacunas de habilidades geram profundos impactos dentro das organizações, como:

  • Reduz o desempenho do time;
  • Diminui a qualidade dos serviços ou produtos gerados;
  • Prejudica o relacionamento com clientes e fornecedores;
  • Aumenta os erros operacionais;
  • Afeta diretamente o engajamento e motivação dos colaboradores.

Leia mais: Gestão e liderança: Como as empresas podem cuidar da saúde mental dos colaboradores?

Como identificar lacunas dentro da operação?

Para identificar o gap de competências na sua empresa é preciso ter em mente que existem dois tipos de lacunas: soft skills e hard skills.

O que isso significa? Um colaborador, por exemplo, pode ser o melhor da empresa desenvolvendo uma determinada atividade e com um grande conhecimento técnico (hard skills), porém, tem dificuldades de trabalhar sob tensão (soft skills).

Nesse sentido, o primeiro passo para identificar esses gaps é mapear quais são as habilidades necessárias para cada time, tanto técnicas quanto socioemocionais, assim como de acordo com cada nível hierárquico.

Em seguida, caso você tenha vagas abertas, analise as descrições dos cargos para entender se as novas contratações estarão de acordo com as demandas do seu negócio.

Por sua vez, faça uma avaliação de desempenho do seu time atual e entenda quais são os principais gargalos dos mais diversos departamentos que compõem a sua organização.

Como resolver os gaps nas empresas?

Com os processos realizados nos tópicos anteriores, os seus gestores já conseguem identificar as principais vulnerabilidades dentro das empresas. Com essas informações em mãos, algumas iniciativas são cruciais para resolver o gap nas empresas, como:

Crie um Plano de Desenvolvimento Individual (PDI)

O Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) consiste em um documento que mapeia quais são as possibilidades de crescimento dos colaboradores e como eles podem se desenvolver para atingir esses objetivos.

O grande diferencial do PDI é o fato desse planejamento alinhar as expectativas do funcionário com a empresa, garantindo que ele consiga alcançar novas oportunidades que sejam estratégicas para o seu sucesso profissional e, ao mesmo tempo, para o crescimento da corporação.

Valorize os feedbacks contínuos

O PDI dá aos empregadores uma visão holística a respeito do perfil dos funcionários, assim como cada habilidade que eles precisam desenvolver, sejam elas relacionadas às soft skills ou hard skills.

Com base nisso, os gestores precisam valorizar os feedbacks contínuos, em que eles consigam acompanhar de perto as melhorias dos colaboradores. Esse processo também cria uma cultura de interação direta e maximiza a comunicação entre o time.

Crie um programa de treinamento

Outra ação crucial para minimizar o gap de competência dentro das empresas é a criação de um programa de treinamento.

O ideal é que esses programas sejam customizáveis para a necessidade de cada equipe e colaborador, especialmente quando a empresa adotou alguma nova tecnologia ou deseja desenvolver alguma habilidade específica para crescimento dos negócios.

Também é possível criar programas específicos, como para desenvolvimento de novos líderes ou novos profissionais técnicos em determinadas áreas.

Estruture esses treinamentos em um fluxo robusto de educação corporativa, valorizando a aprendizagem contínua, de modo a minimizar as chances de surgirem novos gaps.

Conte com tecnologias

Por fim, conte com a tecnologia. Atualmente, é possível implementar sistemas de gestão da aprendizagem completos, efetivos e totalmente customizáveis, que facilitam os estudos dos colaboradores e aceleram o desenvolvimento de competências.

No momento de escolher uma ferramenta, analise a experiência dos provedores, possibilidades de personalização, opções de integração e suporte oferecido. Esse cuidado garante programas robustos e minimiza possíveis problemas na implementação.

Veja mais sobre o assunto: Plataforma EAD corporativa: o que é, benefícios e como escolher

Conheça a Plataforma Brightspace!

A Plataforma Brightspace é um sistema de gestão da aprendizagem robusto, customizável e intuitivo, que facilita a criação de treinamentos e cursos online.

Consistindo em uma plataforma responsiva, a Brightspace pode ser usada tanto por ambientes da web quanto por meio de dispositivos móveis.

Além disso, a Brightspace possui ferramentas inovadoras que possibilitam a adoção de metodologias ativas, assim como personalização completa da trilha de aprendizagem do colaborador.

Com isso, as empresas conseguem minimizar o gap de competências, maximizar a retenção de talentos, aumentar o engajamento dos colaboradores e potencializar a produtividade.

Você quer saber mais sobre como a Brightspace pode ajudar a sua organização? Acesse agora mesmo e solicite uma demonstração gratuita.

Fique por dentro Inscreva-Se

    Cadastre-se já

    Educadores e treinadores recebem nossas dicas e melhores práticas todo o mês.

    Por favor, preencha o campo obrigatório.
    O número de telefone deve ser um número válido.

    Você está inscrito! Obrigado por inscrever-se.

    Um e-mail de confirmação será enviado para você a qualquer momento. Caso não veja, dê uma olhada na sua caixa de spam.

    Inscreva-se no nosso blog

    Educadores e treinadores recebem nossas dicas e melhores práticas todo o mês.

    Cadastrar