O progresso dos professores a inovação na educação

Uma aposta na transformação do desenvolvimento profissional dos professores na América Latina

Desenvolver um modelo inovador, que quebrasse a tradição da formação docente

Segundo estudos recentes, o desempenho médio em aprendizagem dos países da América Latina em todas as provas internacionais nos últimos 40 anos é inferior ao de qualquer outra região, com exceção da África Subsaariana.
Em resposta a essa alarmante desigualdade, em meados de 2012 nasceu o projeto “Tu clase, tu país”. Devido à grande preocupação com a qualidade da educação e a falta de apoio que os professores tinham para o desenvolvimento de sua profissão, surgiu a convicção de criar um espaço de formação que confiasse nos docentes e em suas competências.
O primeiro desafio do projeto foi demonstrar que existia uma forma diferente de entender o desenvolvimento profissional dos professores e que eles podiam contar com uma ferramenta efetiva para isso.

A flexibilidade acima de tudo

Um dos principais desafios foi criar uma plataforma inovadora que quebrasse a tradição de formar os professores como simples implementadores e repetidores de um currículo e oferecer uma mesma solução a todos eles, independente do país em que estejam.
“Queríamos migrar para uma capacitação personalizada de verdade, que levasse em conta o professor como um todo e em seu contexto”, afirma Eugenio Severin, diretor do “Tu clase, tu país”.
tu país”.
O desafio de criar uma estratégia global atraente, eficaz e que aumentasse a qualidade das aprendizagens em sala de aula sempre esteve presente, desde o planejamento do projeto. “Também tínhamos o desafio estender a capacitação dos professores pelo ano todo, uma vez que ela normalmente acontecia apenas em janeiro, descontextualizada do trabalho em sala de aula, que era justamente o que queríamos evitar”, completa Urzúa, que destaca a disponibilidade de vários formatos na plataforma e o acesso a fóruns, permitindo o encontro virtual.


“Começamos com outra plataforma e, quando fizemos o teste na vida real, percebemos que ela não funcionava. Aconteceu a mesma coisa nos outros países. Ficou claro que a solução não servia para a experiência que queríamos oferecer aos professores. Por isso, decidimos mudar e escolhemos a Brightspace, e até agora a experiência tem sido impecável.”
Eugenio Severin, Diretor do 'Tu clase, tu país'

Acompanhamento permanente ao professor

Graças aos cursos que oferecem informações atualizadas, permanentes e personalizadas, foi possível criar um sistema de acompanhamento que permite que o professor revise constantemente seu desempenho e identifique seus pontos fortes e fracos.
“Assim como um médico ou um advogado, os professores precisam se manter atualizados, saber como as crianças aprendem, entender o que funciona ou não, conhecer os melhores métodos de aprendizagem e ampliar seu registro de sistemas de avaliação. É preciso conhecê-los e testá-los em sala de aula para saber por que funcionam”, completa Urzúa.
Devido à maturidade e à estrutura da plataforma Brightspace, foi possível integrar e personalizar alguns aplicativos externos que enriquecem a experiência de aprendizagem dos professores.
Por outro lado, o fato de a plataforma estar hospedada “na nuvem” também facilita e garante estabilidade ao trabalho, além de ampliar seu alcance a um maior número de usuários e países. Outra vantagem da plataforma é que ela se mantém em constante desenvolvimento e atualização, permitindo realizar aprimoramentos significativos à ferramenta.

Uma revolução educacional

A plataforma está em funcionamento há mais de um ano e já alcançou mais de 40 mil professores nos cinco países em que o projeto está presente. A meta para este ano é chegar a 100 mil professores.
“Los resultados de las encuestas han sido muy positivos. Hemos tenido un excelente feedback. Incluso en aquellos momentos en los que se nos ha señalado corregir temas de usabilidad, lo hemos podido solucionar rápidamente”, explica Severin.
“Os resultados das pesquisas foram muito positivos. O feedback foi excelente. Mesmo quando recebemos reclamações sobre a usabilidade, solucionamos os problemas rapidamente”, explica Severin.