Parceria entre D2L e FGV: há anos, um caso de sucesso

  • 3 min para ler

D2L e a FGV continuam aprofundando suas relações, e os colaboradores recebem com entusiasmo os novos recursos e atualizações contínuas da Brightspace

A tradicional Fundação Getúlio Vargas (FGV) trabalhava há anos para modernizar seus cursos superiores, incorporando ferramentas online tanto para a educação a distância quanto para atividades complementares de aulas presenciais. No entanto, devido às diferentes características de suas escolas de educação superior distribuídas entre o Rio de Janeiro e São Paulo, os esforços geravam uma mistura complexa e heterogênea de software pouco integrado entre quatro ambientes virtuais diferentes, além do próprio sistema acadêmico da instituição.

Esse cenário levou a FGV a reconhecer a necessidade de contar com uma solução centralizada. Para isso, a instituição firmou em 2014 uma parceria com a D2L para implementar a Brightspace, a primeira plataforma de aprendizagem integrada do mundo. Segundo Eduardo Smil, gerente de TI que trabalha há 15 na Fundação, essa decisão foi tomada considerando que a “plataforma da D2L permite fazer uma integração muito mais robusta entre o sistema acadêmico da FGV e as ferramentas online”:

Atualmente, a universidade utiliza duas instâncias diferentes da plataforma, uma dedicada às escolas de graduação e outra aos cursos de pós-graduação, e um dos desafios enfrentados pela instituição foi levar os cursos presenciais para dentro da plataforma Brightspace, aproveitando ao máximo os recursos audiovisuais que permitem aos professores enriquecer as aulas com atividades complementares e extraclasse.

A FGV e a D2L vêm continuamente aprofundando suas relações. Os colaboradores recebem com entusiasmo os novos recursos e atualizações da Brightspace, que suportam os processos de aprimoramento da qualidade do ensino superior no Brasil – tanto para a educação a distância quanto para modalidades presenciais ou híbridas.