Por que o feedback é a chave para uma aprendizagem eficaz | D2L Brasil
IE Not suppported

Sorry, but Internet Explorer is no longer supported.

For the best D2L.com experience, it's important to use a modern browser.

To view the D2L.com website, please download another browser such as Google Chrome or Mozilla Firefox.

Por que o feedback é a chave para uma aprendizagem eficaz

  • 6 min para ler

Se o aluno não tem noção da própria capacidade em relação a uma habilidade ou tarefa específica, como poderá melhorar?

O ato de dar ou receber feedback no aprendizado costuma ser associado a uma série de sentimentos desconfortáveis para ambas as partes. Os gerentes muitas vezes têm dificuldades para articular o feedback sem emoções negativas e, muitas vezes, acabam atrasando o processo, pensando que ganhar tempo pode ajudar. Além disso, muito colaboradores temem o feedback e logo assumem uma atitude defensiva em relação a suas ações. É preciso, porém, ver o feedback como um processo positivo. É ele que nos permite refletir, mudar e aprimorar o que fazemos, em suma, tornando-nos melhores alunos, funcionários e colegas de equipe no longo prazo.

No entanto, o feedback é frequentemente esquecido no processo de design de aprendizagem. Em vez de ser tratado como um componente crítico da aprendizagem eficaz, muitas vezes ele é deixado por último. No entanto, na era contemporânea, a abordagem mais bem sucedida é a aprendizagem programática, na qual o feedback desempenha um papel fundamental. A aprendizagem programática é uma abordagem mista e de longo prazo para treinamento, que combina aprendizagem personalizada, intervenções baseadas em dados e prática com feedback para gerar mudanças comportamentais de fato.

Na terceira publicação da série sobre aprendizagem programática no blog, vamos explicar por que o feedback é um elemento tão importante nos programas de aprendizagem e como você pode implementá-lo de forma eficaz.

Uma mudança na mentalidade de T&D

Até pouco tempo atrás, os métodos de avaliação de T&D eram projetados para rastrear uma coisa: taxas de conclusão. E muitos dos que se ramificaram e buscaram ir além das meras taxas de conclusão acabaram caindo na armadilha dos questionários de avaliação, que aferem apenas se os alunos “gostaram do curso”. Nenhum deles promove domínio ou retenção de longo prazo, negligenciando completamente o objetivo principal de qualquer intervenção de aprendizagem.

É hora da área de T&D mudar de mentalidade. É hora de colocar o aluno em primeiro lugar, para que ele consiga adquirir as habilidades e o conhecimento de que precisa com nossas intervenções de aprendizagem. E, para isso, é preciso fornecer feedbacks claros, significativos e que levem a ações.

Como superar o preconceito contra o feedback

O maior desafio com o feedback é a crença de que ele é ruim. Todos nós recebemos feedback em algum momento da vida. Pode ser de um chefe, mentor, amigo ou colega. Quando alguém nos aponta o que não foi bem ou como podemos melhorar na próxima vez, acabamos nos sentindo afrontados em nível pessoal. No entanto, muitas vezes esse diálogo tem uma intenção positiva. A pessoa está oferecendo a você uma oportunidade de melhorar e se tornar mais eficiente no futuro. Sem essa orientação, não conseguiríamos crescer, aprender novas habilidades ou avançar na carreiras.

No entanto, a correlação entre feedback e más notícias parece ter duas razões: o fato de ser pouco frequente e a maneira como costuma ser dado. Um bom feedback é oportuno e construtivo. Muitas vezes, porém, o feedback é dado depois que as frustrações se acumulam ao longo de um período, gerando uma lista de “coisas que você fez de errado” ou, na melhor das hipóteses, “coisas que você poderia fazer melhor no futuro”. Isso não é eficaz. Isso deixa os receptores do feedback sobrecarregados, pois precisam melhorar várias coisas de uma só vez. É por isso que o feedback deve ser incluído regularmente em sua organização, principalmente em seus programas de aprendizagem.

Por que o feedback é importante?

O feedback é essencial para uma aprendizagem eficaz. Sem feedback, seus funcionários podem continuar a cometer o mesmo erro repetidamente, sem qualquer consciência dos problemas que estão causando. Além disso, o feedback oferece outros benefícios para as organizações. Na verdade, um estudo mostrou que o feedback influencia e melhora o engajamento dos funcionários. O maior engajamento, por sua vez, aumenta a vontade de aprender, tornando o processo de feedback muito mais fácil e eficaz no longo prazo.

O feedback é especialmente importante quando se trata de desenvolver novos líderes

Os ciclos de feedback são essenciais para o desenvolvimento pessoal, especialmente para aqueles que estão desenvolvendo habilidades gerenciais ou de liderança. Nessas circunstâncias, o indivíduo pode aprender a dar e receber feedback. Nessas circunstâncias, o ciclo de feedback fechado é o ideal. O ciclo fechado ocorre quando alguém responde ou adota uma ação relacionada ao feedback em tempo hábil. Isso ajuda os novos líderes a aprender as habilidades essenciais para o sucesso, como ouvir para aprender e dar feedback na hora certa.

Então, quem deve dar feedback?

A resposta simples é: todos.

Uma grande questão do feedback é que geralmente vem de uma só fonte: o gerente. Embora seja crucial para o crescimento do funcionário, o feedback da administração pode se tornar opressivo. E, por esse motivo, é fundamental que você forneça uma ampla gama de fontes de feedback seja usada.

Nos programas de aprendizagem, você precisa capacitar seus funcionários para darem feedback uns aos outros. Há um verdadeiro senso de camaradagem quando um colega diz: “gostei do jeito como você fez XYZ”. Isso dará um grande incentivo aos seus alunos, motivando-os a continuar aprendendo. Você também deve utilizar especialistas no assunto. Se não for um especialista na área, não é recomendável que o gerente fique responsável pelo feedback. Em vez disso, traga especialistas no assunto de outras áreas da sua empresa – e deixe-os encarregados de dar o feedback aos alunos.

Por fim, o talvez o mais importante, temos o metafeedback. O metafeedback é usado para ajudar os responsáveis por dar feedback a melhorar as próprias habilidades de feedback. Isso alimenta e aprimora o ciclo de feedback contínuo dentro do programa de aprendizagem. Uma situação em que todos os envolvidos saem ganhando.

A tecnologia como ferramenta auxiliar de feedback

Como ocorreu em muitas áreas, a tecnologia facilitou muito o feedback. Ele permite que os alunos recebam feedbacks efetivos e oportunos quando precisam, além de criar um registro do feedback dado, para que o aluno possa refletir sobre a avaliação recebida. Isso significa que o aluno está recebendo um feedback de maior qualidade, de forma mais consistente, proveniente de uma diversas fontes. A tecnologia permite que os alunos obtenham:

Feedbacks de especialistas no assunto

Agora, mais do que nunca, é provável que nossos alunos estejam em salas, escritórios ou até mesmo países diferentes. O fato de nossas equipes estarem baseadas em locais diferentes pode significar que o especialista interno em determinado assunto não esteja disponível para dar feedback sobre o fluxo de trabalho para nossos alunos. Assim sendo, o feedback habilitado pela tecnologia significa que os alunos ainda podem obter o feedback dos especialistas, que é essencial crítico para a empresa, apesar das restrições de fuso horário ou conflitos de disponibilidade. Sem a tecnologia, é provável que os alunos conseguissem receber esse feedback; logo, a tecnologia não apenas melhora e facilita o feedback, mas também a jornada do aluno e a eficácia dos resultados de aprendizagem.

Feedback assíncrono

O feedback eficaz não pode ser impulsivo. Ele demanda reflexão e foco no que é melhor para os alunos. Portanto, a natureza assíncrona do feedback habilitado pela tecnologia é um grande benefício. Isso permite que o responsável pelo feedback tenha tempo para:

  • Pensar no feedback que vai dar e por que razão.
  • Formular o feedback de uma forma eficaz e de fácil compreensão.
  • Fornecer indicações claras e apresentar os próximos passos para o aluno.

Em última análise, quando investe tempo e reflexão, o responsável melhora a qualidade do feedback fornecido, ajudando o aluno no longo prazo.

O feedback é um componente crucial da aprendizagem programática. Funciona diretamente com a prática e motiva os alunos a continuar a aprimorar suas habilidades. Portanto, é fundamental que você inclua estágios de feedback em seu programa de aprendizagem, apontando os responsáveis pelo feedback e garantir que todos os alunos recebam os insights de que precisam para melhorar e aprender com eficácia. Para saber mais sobre a aprendizagem programática e seus benefícios, baixe nosso e-book gratuito.

Fique por dentro Inscreva-Se

Cadastre-se já

Por favor, preencha o campo obrigatório.
O número de telefone deve ser um número válido.

Obrigado por se inscrever!

Inscreva-se no nosso blog

Receba as últimas notícias e dicas de especialistas para ajudar você a aproveitar ao máximo sua plataforma de aprendizagem.

Cadastrar