Essa semana em EdTech: As metas do Plano Nacional de Educação (PNE), estão sob risco de não serem cumpridas diante redução de verbas.

  • 3 min para ler

Confira ainda: Após os atos de domingo em apoio à gestão Jair Bolsonaro, as entidades estudantis afirmaram que os protestos não são contrários ou favoráveis ao governo federal, mas em defesa da Educação.

Plano Nacional de Educação está com 80% das metas estagnadas, diz estudo

Levantamento aponta que, se o contingenciamento dos recursos do MEC continuar, todas as metas do plano poderão ser afetadas.

Leia na íntegra

 

'Protestos convocados para amanhã são pela Educação, afirmam entidades.

As entidades destacam que protestos são uma resposta à decisão do ministro da Educação, Abraham Weintraub, que reduziu o orçamento das universidades federais, bloqueou recursos para ações e programas da área e cortou bolsas de pesquisa. “São atos com caráter diferente.

Leia na íntegra

 

'Vai ser menor', dizem partidos de oposição sobre atos

Motivo é que manifestações foram organizadas por movimentos estudantis e não por sindicatos de professores.”

Leia na íntegra

 

Manifestações dos estudantes são pela Educação, afirmam entidades

“São atos com caráter diferente. Quem foi às ruas no domingo defendia um governo e suas propostas. Nós estamos defendendo a educação, as universidades, os programas para o ensino básico”, disse Marianna Dias, presidente da UNE.

Leia na íntegra