IE Not suppported

Sorry, but Internet Explorer is no longer supported.

For the best D2L.com experience, it's important to use a modern browser.

To view the D2L.com website, please download another browser such as Google Chrome or Mozilla Firefox.

Como usar dados analíticos para aumentar as taxas de retenção universitária

  • 4 min para ler

Neste artigo, vamos explorar como a tecnologia pode ter um papel ativo no caminho rumo à conclusão do curso

Em países da América Latina, até 7 de cada 10 alunos abandonam o curso superior sem se formar – muitos deles, logo depois do primeiro semestre. Nesse artigo, vamos mostrar como a sua instituição pode prevenir esse abandono em massa usando técnicas analíticas para identificar alunos em risco.

A chamada “taxa de retenção” é a quantidade de alunos que se forma anualmente em relação à quantidade de alunos que entra na faculdade. No Brasil, 51% dos estudantes universitários terminam a graduação1. No Chile2 e no México3, cerca de 40% dos alunos se formam. Já a Argentina, apesar de ter a maior proporção de estudantes universitários da região, tem um dos piores índices de retenção: apenas 30% dos estudantes chegam ao final do curso4.

Os principais motivos para o abandono universitário são: dificuldades financeiras, decepção com a carreira ou com o curso e baixo desempenho em geral. O primeiro semestre é o mais crítico, mas as taxas de retenção costumam ir diminuindo a cada período. Em tempos de crise, o desafio de manter alunos universitários é ainda maior.

Como prevenir o abandono universitário

Embora o problema do abandono universitário seja compartilhado tanto por instituições públicas quanto privadas, a realidade é que as faculdades particulares dispõem de mais recursos para lidar com essa situação. Mesmo assim, a maioria das instituições continua investindo muito mais na captação de alunos do que na manutenção desses estudantes na instituição.

Se esse for o caso da sua instituição, você precisa virar o jogo! É claro que é impossível saber exatamente o que está passando na cabeça de cada aluno, mas já existem meios de prever e prevenir o abandono do curso usando estratégias extremamente acessíveis.

Acesse o e-book gratuito sobre retenção estudantil organizado pela D2L para saber como evitar que os alunos abandonem a sua instituição – há dicas específicas para cursos presenciais, à distância e híbridos.

Dados analíticos para aumentar a retenção

Instituições de grande porte podem ter mais dificuldade para acompanhar o desempenho individual dos alunos. Por isso, tirariam muito proveito também de um sistema de gerenciamento de aprendizagem que ofereça dados analíticos para identificar o risco acadêmico e agir a tempo para evitar o abandono do curso.

Nesse sentido, algumas estratégias fáceis de aplicar são:

– Monitorar a presença e a interação entre os alunos nas aulas: você pode acessar gráficos gerais para identificar cursos com maior número de faltas, escolher visualizar os registros de presença de cada aluno ou até mesmo medir os índices de interação da turma, para saber se alguém está sendo excluído.

– Definir alertas para notas baixas: o sistema pode avisar quando houver notas abaixo de determinado valor, permitindo planejar uma ação de reforço do conteúdo com antecedência. Além disso, você pode relacionar essa informação aos níveis de uso da plataforma, por exemplo, para saber se o baixo desempenho está associado a uma dificuldade real, à desmotivação com o curso ou até mesmo a alguma mudança recente na realidade do aluno.

– Visualizar o progresso dos alunos comparativamente: é possível analisar o desempenho de cada aluno separadamente ou como parte de um grupo, para identificar possíveis pontos fora da reta. Dessa maneira, não é necessário esperar pelo resultado das notas finais e o professor pode atuar de maneira proativa, elaborando um plano de reforço ou pensando em iniciativas para manter esse aluno motivado.

História de sucesso

Os cursos online da Oral Roberts University (Oklahoma, EUA) tinham uma taxa de retenção que variava de 50% a 60%. Depois de apenas seis meses usando os dados analíticos fornecidos pelo recurso Brightspace Student Success System™ e colocando em prática estratégias semelhantes às listadas acima, esse número subiu para 75,5%.

Para encarar o desafio, a instituição contratou o Dr. Kenneth Berchenbriter, um acadêmico com muita experiência no uso da tecnologia para melhorar o desempenho das organizações. “Nosso objetivo é dar aos professores a melhor informação possível sobre o que acontece em sala de aula e poder analisar o desempenho dos alunos no nível do curso, programa ou de uma área acadêmica inteira”, afirma Berchenbriter, que continua: “Também é possível analisar tendências para saber se o problema estava relacionado a um livro, uma tarefa ou à dificuldade de um professor em explicar determinados conceitos”.

O CIO da Oral Roberts University, Michael L. Mathews , ficou extremamente satisfeito com o resultado: “As análises de dados nos permitiram avaliar o sucesso dos alunos e responder a ele de uma maneira muito melhor do que imaginávamos. Agora, obtemos informações quantificáveis sobre o sucesso dos nossos alunos de forma proativa e mensurável.”

Se você quiser saber mais sobre como a D2L pode ajudar a sua instituição a repetir esse caso de sucesso, entre em contato conosco. E não deixe de acessar e-book gratuito sobre retenção estudantil para mais informações sobre o assunto.

  1. http://portal.mec.gov.br/component/tags/tag/32044-censo-da-educacao-superior
  2. http://www.ub.edu.ar/centros_de_estudio/cea/cea_numero_34.pdf
  3. http://www.ciees.edu.mx/index.php/publicaciones/estadistica
  4. http://www.ub.edu.ar/centros_de_estudio/cea/cea_numero_34.pdf
Fique por dentro Inscreva-Se

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comment Submitted

Thank you for your comment

Cadastre-se já

Por favor, preencha o campo obrigatório.
O número de telefone deve ser um número válido.

Obrigado por se inscrever!

Inscreva-se no nosso blog

Receba as últimas notícias e dicas de especialistas para ajudar você a aproveitar ao máximo sua plataforma de aprendizagem.

Cadastrar