A lição da UNIT: como adaptar o LMS para o público brasileiro

  • 4 min para ler

A Universidade Tiradentes (UNIT) é uma das maiores instituições de ensino superior do Nordeste brasileiro. A instituição educativa foi fundada em 1962 na cidade de Aracaju com o Colégio Tiradentes e transformou-se em universidade em 1994. Hoje, tem sedes presenciais em vários municípios dos estados de Sergipe, Alagoas e Pernambuco, além de contar com uma ampla gama de cursos à distância oferecidos nos polos da UNIT EAD, que vão de Vitória da Conquista, na Bahia, até Mossoró, no Rio Grande do Norte.

A UNIT é cliente da D2L há mais de quatro anos, e recentemente renovou seu contrato com a empresa por mais três anos. Para Lucas do Vale, gerente de tecnologias educacionais da UNIT, o segredo do grupo Tiradentes é estar sempre buscando novas experiências online para seus alunos e adaptar o uso do LMS para o público alvo da instituição: os estudantes brasileiros. Segundo ele, a UNIT se preocupa em ter uma plataforma por meio da qual “o aluno possa se comunicar de uma forma diferente, possa perceber a presença do professor, possa interagir com os conteúdos de uma forma mais direta, mais objetiva, para que possa ter sucesso na aprendizagem”.

 

 

Com esse objetivo em mente e depois de realizar uma pesquisa inicial sobre a percepção dos alunos, a instituição decidiu passar para a versão Daylight. Também segundo Lucas do Vale, a mudança “foi muito importante porque o aluno precisava dessa mobilidade e de usar o dispositivo móvel, que hoje faz parte do dia a dia”. O aluno brasileiro quer interagir de forma mais direta com os conteúdos, os professores e a instituição. E ele quer fazer isso da palma da sua mão, utilizando dispositivos móveis que permitam executar atividades que antes seriam realizadas através de um computador.

A UNIT está buscando potencializar o seu sistema, atendendo os alunos com qualidade e respeitando o perfil de cada um. Por isso, a equipe decidiu trabalhar com modelos presenciais, online e híbrido. No modelo híbrido, a UNIT utiliza a plataforma Brightspace junto com Chromebooks para aplicar provas presenciais a alunos de cursos semipresenciais. Isso faz com que o aluno tenha uma experiência mais completa, já que suas provas e seus resultados são incluídos na plataforma.

Esses modelos também representam um benefício para a instituição, que passa a contar com relatórios mais completos de acompanhamento do aluno, pontos de foco para a aprendizagem e redução no custo de provas físicas. Assim, deixam de existir as diferenças entre tecnologias presenciais e online, passando a haver apenas “tecnologias educacionais”.

Para Paulo Rafael Nascimento, Pró-reitor Adjunto de Educação a Distância, a oferta em educação à distância “vem crescendo a passos largos, e é a plataforma Brightspace da D2L que dá sustentação” a esse crescimento. Também revela que, de acordo com as pesquisas promovidas pela instituição, a equipe pôde perceber “que a plataforma é bem aceita em toda a comunidade acadêmica”.

 

 

Isto permite à UNIT fazer uma projeção favorável para, em um futuro próximo, expandir ainda mais o ensino a distância e os modelos híbridos na instituição.